quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Talvez Um Dia...




No passado dia 1 de Setembro do corrente ano, com grande pompa e circunstância, Manuel da Luz lançou a primeira pedra do futuro Complexo Desportivo de Portimão. Em nota de imprensa, a autarquia referia que "(...) o dia 1 de Setembro de 2009 fica marcado como a data do início das obras referentes ao Complexo Desportivo de Portimão, assinalada com o lançamento simbólico da primeira pedra do futuro equipamento, que incluirá um estádio de futebol, um complexo de piscinas municipais e um pavilhão multiusos (...)". Em 3 de Setembro, o semanário "Barlavento" noticiava que "(...) vão trabalhar a todo o vapor durante dois anos e meio para fazer nascer aquela que será uma obra emblemática, que permitirá criar uma cidade desportiva inovadora. «Estou convencido que o próximo mandato vai sobrar para a inauguração do novo Complexo Desportivo, na sua totalidade. No entanto, vamos dar um limite de três anos, porque a Câmara não vai esperar mais», assegurou Manuel da Luz, presidente da Câmara de Portimão. (...)".


Bom, passaram dois meses sobre tão importante data e o que sucedeu no terreno? Nada! O local onde irá ser edificado o dito equipamento - a tal obra emblemática do regime - está como estava em 1 de Setembro passado, agora já com a primeira pedra, mas apenas com essa! Perante a ausência de movimento no local nos últimos dois meses, o SOS Portimão foi ver que obras estavam a ser realizadas. Obras? Nada que se pareça! O terreno está inalterado, não foram sequer feitas as necessárias terraplanagens, o que é, no mínimo, estranho. Mas ainda mais estranho é o facto do terreno não estar completamente vedado - em concreto, junto à extrema sul, que confina com o Vale de França - e do portão da putativa obra localizado junto às barracas do antigo Bairro do Cutelo (mais conhecido por Palácio) encontrar-se escancarado, convidando qualquer munícipe mais interessado no andamento dos projectos autárquicos a visitar a suposta obra em execução! Resta a hipótese de tratar-se de um inovador exemplo de administração aberta e transparente a todos os cidadãos, o que não deixaria de ser uma novidade em Executivos do PS em Portimão e mereceria o nosso aplauso entusiástico. Só assim se compreenderia porque não há ninguém no local a fornecer os capacetes e botas de segurança referidos na placa. Afinal, não há grandes (nem pequenos) motivos para insegurança ou acidentes no terreno, a não ser que o cavalo que se vê a comer erva seja selvagem!




Ou seja, decorridos mais de dois meses, temos que concluir que é fácil lançar primeiras pedras, nomeadamente, em época de pré-campanha eleitoral. O pior é o resto, que o mesmo é dizer, a obra propriamente dita. Por este andar, talvez um dia tenhamos um Complexo Desportivo em Portimão. Se tudo correr bem e o adjudicatário assim o desejar ...

P.S.: As fotos foram todas tiradas no dia 4 de Novembro, entre as 10.00h e as 10.30h. Além do fotógrafo e dos animais que aparecem nas fotos, não havia vivalma no terreno. Cerca das 18.30h o portão ainda estava escancarado...

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

ROTUNDAS NOVAS COM ERROS GRAVES !

Estamos em tempo de eleições e há que mostrar trabalho! Para tal, constroem-se rotundas sem que se cumpram as regras de construção das mesmas.

O Marafado chama a atenção do responsável pelo ordenamento de trânsito para o seguinte:



1ª Mini rotundas em betão (Estrada de Monchique) que dificultam a circulação. Deveria ser criada uma ilha central delimitada por um lancil do tipo galgável.




2º As rotundas devem ser instaladas em zonas planas, ou com pouca inclinação, e de boa visibilidade. Não é o que se verifica no cruzamento da Av. do Brasil com a rua Jaime Palhinha.



3º Nas rotundas com menos de 20 metros de diâmetro (rotundas pequenas) não deveriam existir árvores.



4º As rotundas da V 6e V3 têm falta de deflexão (condutores que circulando numa determinada via vêem a mesma ser interceptada por uma rotunda que obriga à redução de velocidade).



5º Os passeios nas rotundas têm pouco mais de 1 metro quando deveriam ter pelo menos 2,25 metros, por forma a respeitar as necessidades das pessoas com mobilidade condicionada.



6º O mais grave são as passadeiras na delimitação do anel da rotunda, quando deveriam ser colocadas a mais de 10 metros. Assim, quem queira entrar na rotunda é obrigado a parar em cima da passadeira (paragem proibida por lei). Também o automobilista que sai da rotunda é barrado por uma passadeira que o obriga a parar (dentro da rotunda); isto é suficiente para causar acidentes.





O Marafado espera que de futuro sejam cumpridas as normas para construção de rotundas, não esquecendo a colocação dos respectivos sinais de trânsito, que contribuirão para uma condução mais segura.

Ass.
O Marafado

Obs : enviado via página do municipe

sábado, 29 de agosto de 2009

DROGA CONSOME-SE e VENDE-SE NA RUA INFANTE D. HENRIQUE!





Há um ano publiquei no SOS um artigo intitulado

NÃO DEIXEM DESTRUIR A NOSSA CIDADE”, denunciando o que se passava na Rua de S. José . Foi necessário um ano para que a Câmara, na pessoa do Dr. Manuel da Luz, desse ordem para entaipar todas as entradas da Fábrica do Chora .É de louvar esta atitude. Mais vale tarde do que nunca.

Eis-me uma vez mais a alertar as entidades para um problema que necessita de ser resolvido com a maior brevidade. Dr. Manuel da Luz, é uma desgraça aquilo que acabo de documentar. São às dezenas a caminho da fábrica do Gaspar Patrocínio, para consumirem e venderem droga.

Para Portimão ficar na vanguarda é necessário pôr fim a esta situação o mais rapidamente possível.

Os munícipes agradecem.

Ass.
O Marafado


Mensagem enviada à Câmara Municipal de Portimão em 29/08/2009, via página do municipe

sábado, 22 de agosto de 2009

Passadiço da Praia da Rocha : Combustível para fogos






Mensagem enviada por Munícipe devidamente identificado :


"Será possível que a nossa Câmara não se preocupe com a eventualidade de alguém deitar um cigarro para fora do passadiço?

Anexo algumas fotos bem ilustrativas.

Será que as palmeiras serão para os ruristas verem como tratamos uma zona de excelência?

Quem são os responsáveis por tratar a zona junto aos restaurantes ? A Câmara ou os restaurantes?

Pelo menos os restaurantes ÂNCORA (passe a publicidade), têm a zona envolvente tratada e como tal merecem o nosso aplauso."

Mensagem muito pertinente, até porque com todos os excessos que se comentem no Verão (lembramos que na zona existem vários bares - como o Sasha), que fecham de madrugada, é muito fácil haver uma beata neste "mato" abandonado.


Obs : mensagem enviada em 22/08/2009, à Câmara Municipal de Portimão via página do munícipe

Parque Infantil Praia da Rocha sem manutenção




Mensagem enviada por munícipe identificado para o SOS Portimão :

Qualquer dia a Área Desportiva da praia da Rocha cai!

Já era altura de o Sr. Presidente repor as delimitações do parque infantil da Praia da Rocha. E os painéis informativos no passadiço do lado do mar que nunca são usados e só servem para estar partidos e a dar mau aspecto à praia, não era melhor ideia pura e simplesmente mandar retira-los?

Seguem em anexo imagens ilustrativas das situações, se considerarem que vale a pena publiquem o texto também

Obs : enviado em 22/08/2009, à Câmara Municipal de Portimão, via página do munícipe

quarta-feira, 22 de julho de 2009

IRRESPONSABILIDADE DE UNS AZAR PARA OUTROS!






No dia 29 de Junho alertei para a altura das lombas e falta de sinais na Av. Zeca Afonso, junto ao Estádio do Portimonense. Considero uma irresponsabilidade não ter mandado colocar sinais indicando velocidade recomendada e aproximação de lombas, no referido local, e não ter dado o mínimo crédito a quem o chamou à atenção.

Dr. Manuel da Luz, entendo que com ou sem sinais, era possível que se desse o acidente que ontem presenciei, mas alguma diferença existiria certamente.

Após este grave acidente o Marafado espera de V. Ex. uma rápida intervenção na Av. Zeca Afonso.

Aproveito para desejar rápidas melhoras à senhora condutora do veículo abalroado.

Ass.
O Marafado


Obs : Sugestão enviada à Câmara Municipal de portimão, via página do municipe

sexta-feira, 17 de julho de 2009

PARQUE DA JUVENTUDE É UM DESLEIXO!





Desleixo é pouco!.

Não sei quem deva responsabilizar pelo estado lastimável em que se encontra o parque que se diz da Juventude.

Está à vista de todos:

-as bancadas estão completamente destruídas há mais de um mês e não há ninguém capaz de as reparar;

-por baixo do palanque onde se fazem corridas de carros existe um pequeno compartimento, com porta destruída há mais de três meses, que tem no seu interior um quadro da luz sem qualquer protecção, acessível a qualquer criança, que pela sua curiosidade poderá ficar electrocutada;

- lixo é mais que muito naquele espaço verde;

- as protecções da relva (paus) encontram-se destruídos e muitas em falta;

- para cúmulo dos cúmulos existem casas de banho para homens e senhoras e não há nenhuma para deficientes.

O Marafado pede ao Dr. Manuel da Luz para que dê um pulo ao Parque da Juventude e veja in loco tudo o que acabei de denunciar. E já agora, não se esqueça de ver a acessibilidade para os deficientes.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

REQULIFICAR É CONSTRUIR PASSAGENS AÉREAS




Sr. Presidente, é chegada a hora de “prestar contas”. E, ao contrário do que se diz, Portimão continua a viver do faz de conta, do supérfluo, daquilo que só dá nome, mas não dá o bem-estar que todos ambicionam.

REQUALIFICAR A REDE VIÁRIA, Dr. Manuel da Luz, é construir uma passagem aérea na Estrada Nacional 125 junto ao Eleclerc. E agora que aí vai ser construída uma nova superfície, mais necessária é essa passagem.

REQUALIFICAR A REDE VIÁRIA é dotar a passagem aérea junto ao Continente das condições mínimas para que possa ser utilizada por deficientes e pais com carrinhos de bebé. É inadmissível que pais e filhos ponham a sua vida em perigo por haver um presidente de câmara que apenas pensa em carnavais e esquece o bem-estar dos seus munícipes.

O Marafado continua a lembrar o Sr. Presidente para a falta que fazem as passagens aéreas. Esperemos que ninguém morra pela vossa incúria.


Ass.
O Marafado


Nota : Sugestão enviada nesta data, via página do municipe

terça-feira, 7 de julho de 2009

SINAIS DE TRÂNSITO A MAIS




Nem de mais, nem de menos! “No meio é que está a virtude” é o que diz o povo e é um ditado muito certo.

Senhor Eng., responsável pelo trânsito da minha cidade, pedia que tomasse atenção à colocação dos sinais.

Vejamos o que se passa:

- colocam-se sinais de proibição de virar à esquerda ou direita conjuntamente com o sinal de obrigatoriedade de virar à direita ou esquerda (junto ao Tribunal);

- colocam-se sinais de obrigatoriedade de contornar a rotunda, conjuntamente com o sinal de proibição de virar à esquerda (Av. Miguel Bombarda, rotunda do Continente).


Ass.
O Marafado

SINAIS DE TRÂNSITO A MENOS




Não se colocam sinais de aproximação de passadeira (Rua Serpa Pinto - que dá acesso à ponte).

Na estrada de Alvor deveriam ser colocados sinais com limite de velocidade, por se tratar de uma via com muito tráfego, atravessada por muitos peões e com poucas passadeiras.

Na Av. Tomás Cabreira (Praia da Rocha), por se tratar de uma via utilizada por ciclistas e peões, os carros deveriam circular a uma velocidade baixa. Por isso dever-se-iam colocar sinais com limite de velocidade 30. Assim evitava-se um pouco o rali praticado pelos automobilistas.

O Marafado dá algumas pistas que podem contribuir para o bem estar de todos os munícipes.

Espero que haja, por parte dos responsáveis pelo trânsito, compreensão para pôr em prática as sugestões deixadas.

Se o fizerem, Portimão vai ser uma cidade arrumada.

Ass.
O Marafado

PORTIMÃO: DESTINO DE QUALIDADE




São estas as fotos que os turistas levam da minha cidade.

Dr. Manuel da Luz, “ o bem estar das populações e a melhoria das condições de recepção dos nossos turistas” não devem resumir-se a eventos desportivos e culturais.

Não é necessário trazer especialistas em marketing para captar turistas. Basta que esteja mais atento à sua cidade e mande limpar a lixeira que se encontra entre o Hotel Presidente e o restaurante Palhota do Ruca.

É este o Turismo de qualidade que o Sr. Presidente quer promover?

O Marafado pensa que não há necessidade de criar taxas para pôr em prática uma medida (qualidade de Vida) que agradaria a todos.

Dr. Manuel da Luz, não é assim que se promovem os nossos Hotéis, Restaurantes e praias!

Ass.
O Marafado